segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Lisboa é Fado (7)

Sempre que penso em fado castiço, lembro José Pracana.
Para além de guitarrista exímio, de imitador de excepção de outros grandes fadistas, Pracana canta com o sentimento da velha boémia lisboeta.
Ei-lo em “Lenda das Rosas”.

1 comentário:

Paula Nunes Lima disse...

Lembro-me dele num programa com o Alfredo Marceneiro, cheio de paciência com aquele "velhinho"!