sábado, 13 de junho de 2009

Instantâneos (14)


Quando vejo um destes anúncios, fico preocupado…

Pelo imóvel que deveria ser conservado e vai ser destruído.
Pelo projecto aprovado, quase sempre de uma envidraçada e incaracterística construção, igual em todo o mundo.
Pela alegre irresponsabilidade que parece ter tomado conta de quem deveria preservar o património.
Por Lisboa, que se vai transformando numa cidade atípica.


(Rua do Ouro)

2 comentários:

R. Rudoisxis disse...

Lisboa e Londres são as cidades da minha vida. Em ambas me encontro na mescla das raizes e de culturas que são o meu "eu", o mais profundo do meu ser.
Perco-me na primeira por vezes em tudo o que desaparece, vindo-me a encontrar um pouco mais à frente.
Manta de retalhos, remendada até que os pedaços gastos pelo tempo desapareçam.
Já na segunda me encontro, mesmo na renovação, quando no interior vejo a integração da modernidade.
Aos poucos vão matando um dos amores da minha vida.
É triste e acompanho-te na mágoa que também é minha.
Um abraço.

Bic Laranja disse...

E os interiores que alguns destes guardam. Ninguém dá a mínima. O péssimo gosto do vidro e do cimento em Autocad é muito mais 'sustentável'. Que barbaridade!
Cumpts.