sábado, 28 de agosto de 2010

Colorido...


Rua de S. José.

4 comentários:

Maria João disse...

Prefiro o estalar da tinta verde, a marcar o tempo. Esse é o único que dá vida a esta porta.
Tudo o resto é apenas um verniz, tristemente colorido.

Um abraço

Luisa disse...

Que contraste! Não teriam mais cores para aplicar?

divagarde disse...

Há razões difíceis de entender... o porquê de estragar o rendilhado metálico, o branco do mesmo cuja esquadria é em viés nas duas portas [que coisa!].
Se a caixa ainda fosse vermelha, sempre tinha a ver com os CTT... mas tem, parece, também uma campainha no mesmo amarelo.

Gosto de entender os porquês, o que move, que critérios levou a. Mais até do que chocar-me, é tão absurdo que fico intrigada com o que levou a fazer tais disparates. Dislexia visual? :)

Ana Cristina Casqueiro Haderer disse...

est é uma das verdadeiras fantasias de Lisboa, uma fatansia colorida como na mairoira das vezes. Veja-se o que as camadas ditas populares fizeram ao agora zebrado Bairro do Caramão da Ajuda