sexta-feira, 27 de março de 2009

Instantâneos (8)


Enigmático.
Susceptível de várias interpretações.
Inteligente.

4 comentários:

Maria João disse...

Eu diria antes:
" Lisboa é uma memória de peso "

Mas é a minha perspectiva, a minha forma de sentir Lisboa!

suigeneris disse...

Pronto arrivaré outra vez a minha amada Lisboa...

Eduarda disse...

Polissémico,este registo.Dá para pensar.

Ana Cristina Casqueiro Haderer disse...

Vivendo no estrangeiro, "lá fora", como se dizia antes, creio compreender um dos possíveis sentidos da frase.
Ainda esta noite sonhei que andava numa correria em ruas de Lisboa, a entrar em pastelarias e outros cafés. Que é isto senão o sinal que Lisboa me faz falta, que tenho saudades e que, ao mesmo tempo, ela está muito ppresente, como um peso.