quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Placas


As placas que indicam os nomes das ruas e avenidas são todas iguais.
Umas com mais informação, outras apenas com o nome.
Secas.
Incaracterísticas.

Mas ainda há em Lisboa placas diferentes.
Mais artísticas.
Mais agradáveis à vista.

É discutível o gosto.
Mas é indiscutível a graça.

7 comentários:

teresamaremar disse...

Muito bonita esta. Garra e nacionalismo presentes.

Há uma aldeia, Gouveia creio, na rota Azenhas do Mar / Ericeira, onde todas as ruas contêm um conjunto de azulejo com uma quadra. É muito interessante.

Mas ao ver esta, lembrei uma outra coisa... durante anos fazia a pé, porque com tempo sempre a tal destinado, o caminho da Praça do Saldanha até à faculdade no Campo Grande.
Perto da ex-Feira Popular havia [e deve continuar a haver] uma placa que dizia o nome de um senhor [três nomes, que agora se me varreram] e, por baixo, Olisipógrafo

Lembro que, sempre que fazia esse percurso, bem antes de lá chegar eu já vinha a dizer-me baixinho olisipógrafo, olisipógrafo
:)
Essa placa é simples, cimento apenas, apenas achei graça ter-me ocorrido logo que li o post.

jose quintela soares disse...

Olá teresamaremar

Obrigado pelo seu comentário.

O olisipógrafo será Gustavo Matos Sequeira?

teresamaremar disse...

Esse nome não me trouxe lembrança. Presumo que José...
[vou ter de lá passar :), agora ficou o bichinho a desinquietar-me
]

Maria disse...

Esta é muito bonita.
Mas penso que as placas "obedecem" a certas regras da toponímia.... daí a informação nelas transcrita...

geocrusoe disse...

Tal como Teresamar, não me lembro do nome do homenageado na placa, mas lembro-me dela, sobretudo porque foi a primeira vez que contactei com a palalavra olisipógrafo e ficou-me gravado o nome

teresamaremar disse...

Pois... como Geocrusoe, também foi onde a primeira vez vi o vocábulo:)
Lembro ter pensado...

"olisipógrafo... olisipo... Lisboa...
grafia... registos geográficos?"

cheguei a casa e fui ver :)

teresamaremar disse...

:) o bichinho ficara a beliscar. Passei a ver a dita placa, que reza


Dr. Eduardo Neves
- Olisipógrafo -
1895-1978