quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Contraste


3 comentários:

Maria João disse...

E são cada vez mais e maiores os contrastes, a lembrarem-nos que há sempre um tempo a alicerçar outro tempo e que não pode ser esquecido.

Um abraço, José Quintela.

Anónimo disse...

Acabei de descobrir este blog.
Simplesmente genial!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.